quinta-feira, 17 de julho de 2008

Come back where you belong

O amigo Karlan disponibilizou o link para um show que eu vinha procurando há séculos: o do primeiro reencontro de Gillan e Blackmore no palco após o mestre sair do Deep Purple.

Então, senta que lá vem história.

No natal de 1978, a campainha da casa do Ian Gillan tocou. Nevava. Era tarde. Quando o mestre abriu a porta, viu um vulto de chapéu pontudo, a três passos da porta.

-- O que você quer?

-- Estou procurando um cantor.

-- Ora, então pode entrar!

-- Tudo bem se eu trouxer minha namorada?

-- Cadê ela?

Estava no final da rua, esperando um sinal. Blackmore havia pedido que ela ficasse lá para o caso de dar briga.

Lá dentro, eles passaram algumas horas bebendo vodca. Ao final, Blackmore pergunta se o Gillan topa cantar no Rainbow. Ele diz que não, e convida o homem de preto para tocar na Gillan. É nessa hora que Blackmore diz a frase-chave:

-- Não... não, Ian. Você está fazendo tudo errado. Devia estar tocando nos grandes estádios.

Eles se cumprimentaram e Gillan convidou Blackmore para tocar no dia 27 de dezembro, no Marquee. Ele foi tocar Lucille. Deu isto aqui:




O que eu NÃO sabia, e que descobri a partir da pesquisa para este post, é que o segundo show linkado pelo Karlan não é um erro de data: realmente o Blackmore voltou a tocar com o Gillan, em março de 1980. Foi dali que saiu esta foto:




Bernie Torme, entrevistado, explicou: "Ritchie estava tentando convidar o Gillan para a volta do Deep Purple." Na brincadeira toda, tocou este medley do rock'n'roll:




Torme ficou na banda até junho de 1981, sendo substituído por Jannick Gers. A Gillan durou até dezembro de 1982, quando mestre Ian pediu licença pra operar a garganta. Em agosto de 1983, porém, ele começa a sua turnê com o Black Sabbath - o que fez os ex-membros da banda se sentirem caloteados e chamarem o cara de mentiroso.

A turnê histórica com o Black Sabbath procede até março de 1984. No começo de abril, o Deep Purple se reúne em Vermont para a gravação de Perfect Strangers e o casamento do Ian Gillan. O resto vocês já sabem.

O que ninguém sabe é quando o Gillan vai retribuir ao Blackmore a cortesia de chamá-lo de volta aos grandes estádios.

4 comentários:

  1. Murillo3:06 PM

    Sempre achei o Gillan ingrato com o Blackmore. Por mais chato e louco que Ritchie seja, Gillan deveria agradecer todos os dias a Blackmore por ter convidado ele em 69 a se juntar ao Purple. Gillan provavelmente não seria ninguém(no mundo do rock) se não tivesse entrado no Purple(com todo respeito ao episode six).

    ResponderExcluir
  2. Fato curioso esse!

    Acho q deveria ser retificado um erro na seguinte parte do texto:
    "Eles se cumprimentaram e IAN GILLAN convidou Blackmore para tocar no dia 27 de dezembro..."

    Foi Gillan quem convidou Blackmore para o show e não o contrário.

    De qualquer forma, belo texto!

    ResponderExcluir
  3. Igor: corrigi lá. Valeu a dica. É isso que dá escrever com pressa.

    Murillo: é muito estranha (eu diria quase doentia) a relação entre os dois. Concordo em que é a vez de o Gillan prestar uma deferência ao Blackmore.

    ResponderExcluir
  4. No post, as fotos e os links estão vazios.
    Quanto ao Blackmore voltar ao Purple pelo menos para 1 show, talvez, quem sabe ele não se anime com o show que John Lord deu uma palha no mês passado em Londres.
    Mas acho BEM dificil.

    Parabéns pelo blog e pelos textos muito bem escritos.

    ResponderExcluir