domingo, 15 de março de 2009

O dia em que o Deep Purple acabou, em 1976


Há 33 anos, neste mesmo dia, o Deep Purple acabava. Segundo Glenn Hughes, foi por um misto de sexo, drogas e rock'n'roll. Ele e o guitarrista Tommy Bolin andavam com sapatos de jaca, Coverdale bebia como nunca e Paice e Lord seguravam as pontas. Havia alguns shows ótimos e outros horríveis.

Em certo ponto, Lord e Paice chegaram à triste conclusão de que os shows daquela formação haviam virado "uma pálida imitação do Deep Purple". Isso apesar de ela contar com ótimos músicos e de ter gravado um disco fabuloso.

Naquele 15 de março de 1976, o Deep Purple subiu ao palco do Empire Theatre, em Liverpool, como uma banda que existia. Ao final do show, Coverdale chegou para o Lord pedindo pra sair do Deep Purple. "Não existe mais Deep Purple pra você sair", respondeu o tecladista. A banda acabou DURANTE o show, ao contrário do que houve em todas as outras mudanças em sua formação. E continuaria acabada durante oito anos.

O que houve durante aquela hora e meia para levar a banda a acabar?

Antes de mais nada, já estava combinado entre os únicos dois membros fundadores remanescentes, Lord e Paice, que seria o último show. Só que o Coverdale não sabia disso e também decidiu ali. Para isso, ouvi o show.

A gravação não é grande coisa. É chiada.

Nela, Bolin faz barulhos com os efeitos de sua guitarra nos solos. Entra atrasado nas músicas. Perde o pé em Lazy. Hughes abusa da goela em Georgia - gosto da voz dele, mas ao vivo ele era um mala. Durante o solo de Homeward Strut, Bolin faz uma barulheira danada. Noutro solo, após "Owed to G", alguém grita: "Queremos o Ritchie!" Isso vira uma multidão. Todos pedindo o Blackmore de volta. Em Stormbringer, ele recupera a forma. O bis, Highway Star, foi no padrão da Mk4 - enérgica, mas absolutamente nada a ver com a música herdada da Mk2.

Glenn Hughes chegou a voltar ao palco para um segundo bis, diz um resenhista que estava no show. Ninguém mais veio. Puto, ele jogou o baixo pro alto e foi embora. Consta que o barulho foi horrível.

É um espetáculo triste, esse de ouvir uma banda boa acabar. Ainda mais pelos motivos com que acabou. Eu acho os momentos ruins da Mk4 especialmente deprimentes.

(A foto vem do site do Glenn Hughes)

5 comentários:

  1. Wilerson6:22 PM

    Ao final do show, Coverdale chegou para o Paice pedindo pra sair do Deep Purple. "Não existe mais Deep Purple pra você sair", respondeu o tecladista.

    Er, Paice tecladista?

    ResponderExcluir
  2. Marcelo, por conta da foto, fui no site do Hughes. E ai dei uma olhada na seção TOUROGRAPHY. Me expantei como a turne do Stormbringer foi pequena .. comparando com a tour de Burn, ela foi brincadeira. Era porque nessa época o Blackmore não estava mais afim? Ou o site dele está furado?

    []'s

    ResponderExcluir
  3. Bruno: o Blackmore encheu o saco e largou fora no meio da turnê. Veja que o Stormbringer foi lançado no fim de 1974 e o homem saltou fora em abril de 75.

    Wilerson: eu tinha posto que era o Lord, mas aí chequei e vi que o Lord disse que era o Paice. Editei e deixei o morto aberto.

    ResponderExcluir
  4. Marcos Ribeiro8:59 PM

    Essa fase com certeza foi a mais obscura do Purple, muito triste...Sobre a turnee do Stormbringer, li uma entrevista do Blackmore de 75 que ele relatava que no segundo ou terceiro show , Paice chegou a comentar com Black que ele estava cansado e não via a Hora de terminar para ir pra casa. O que pra Blackmore foi muito estranho pois Paice adorava(e ainda adora) a estrada....estranho ...Marcelo vc sabe algo??
    abraço

    ResponderExcluir
  5. marcelo rios12:57 PM

    A trajetória do Purple daria um belo filme,pois há vários elementos dramáticos e mesmo trágicos na banda,sobretdo após a saída do Blackuss.

    ResponderExcluir